Mire-se !!!!!!

Então?? Assim começa nossa história, ou melhor o nosso texto, meu e seu, por que faço questão de compartilhá-lo com você com todo carinho e também na falta dele. Verdinho, novinho em folha assim como este blog. Curta, delicie-se, critique, odeie, fique a vontade, só não vale ficar indiferente,heim? Até por que acho que você não vai conseguir kkkk . Antes de mais nada um pouco de Mitologia Grega :

A Lenda de Narciso
Narciso era um belo rapaz que todos os dias ia contemplar sua beleza num lago.
Era tão fascinado por si mesmo que certo dia caiu dentro do lago e morreu afogado.
No lugar onde caiu, nasceu uma flor, que chamaram de narciso.Quando Narciso morreu, vieram as Oreiades - deusas do bosque -
e viram o lago transformado, de um lago de água doce,
num cântaro de lágrimas salgadas.- Por que você chora? - perguntaram as Oreiades.- Choro por Narciso - respondeu o lago.- Ah, não nos espanta que você chore por Narciso - continuaram elas.Afinal de contas, apesar de todas nós sempre corrermos atrás dele pelo bosque,
você era o único que tinha a oportunidade de contemplar de perto sua beleza.- Mas Narciso era belo? perguntou o lago.- Quem mais do que você poderia saber disso?
- responderam surpresas as Oreiades.
- Afinal de contas, era em suas margens que ele se debruçava todos os dias.O lago ficou algum tempo quieto e por fim disse:- Eu choro por Narciso, mas jamais havia percebido que Narciso era belo."Choro por Narciso porque, todas as vezes que ele se deitava
sobre minhas próprias margens eu podia ver, no fundo dos seus
olhos minha própria beleza refletida."
(http://www.simplesmentepoeta.hpg.ig.com.br/c_textos1/20-a_lenda_de_narciso.htm)

Amoooo essa lenda, por que ela nos coloca em frente ao espelho! Parece tolo,surreal alguém apaixonar-se por si mesmo, enamorar-se de sua imagem. Mas é lugar comum, fazemos isso todos os dias. Nós, seres complexos e subjetivos amamos amar a nossa imagem, seja ela exterior (face) ou interior (persona) e nem nos damos conta disso. Nos amamos tanto, que mesmo se temos a auto-estima lá embaixo (ou não),discordamos, brigamos, apontamos e acusamos, tudo isso na tentativa, ainda que insconsciente, de fazer prevalecer as nossas opniões, idéias,pensamentos. O outro tem todos os defeitos e erros, eu sou puro, verdadeiro e cheio de qualidades, por que será?

Certa vez, alguém me disse temos em nós tudo aquilo pelo qual acusamos o outro.Será? Faz sentido! Do contrário, como conheceríamos tais defeitos tão estreitamente a ponto de julgar? Simples, ou não né? (relativo talvez, tudo hoje o é kkkk), é que o outro é nosso espelho. Tão diferente e tão semelhante a mim,a você. Um ser com sonhos, ideais,defeitos e qualidades. Quando me deparo com ele, as vezes não suporto enxergar nele aquilo que grita em mim, então prefiro expor a ele, e assim exalto a mim.

“...Admira tudo aquilo que suscita a própria admiração. Em sua ingenuidade, deseja a si mesmo. A si mesmo dedica seus próprios louvores. Ele mesmo inspira os ardores que sente. Ele é o elemento do fogo que ele próprio acende. E quantas vezes dirigiu beijos vãos à onda enganadora! Quantas vezes, para segurar seu pescoço ali refletido, inutilmente mergulhou os braços no meio das águas. Não sabe o que está vendo, mas o que vê excita-o e o mesmo erro que lhe engana os olhos acende-lhe a cobiça. Crédula criança, de que servem estes vãos esforços para possuir uma aparência fugitiva ? O objeto de teu desejo não existe. O objeto de teu amor, vira-te e o farás desaparecer. Esta sombra que vês é um reflexo de tua imagem. Não é nada em si mesma; foi contigo que ela apareceu, e persiste, e tua partida a dissiparia, se tivesses coragem de partir."( Versão exclusiva recontada por Matabaratha)

Ainda sobre a lenda, bom seria se como Narciso tivéssemos a opção de dar as costas e fugir, mas não. Não temos essa opção pois que os espelhos que contemplamos são os olhos que encaram e que também encaramos. Não há rotas de fulga, não há onde se esconder, talvez possamos nos perder, mas nunca nos evadir. O que fazer? Infelizmente não tenho respostas,faço a mim a mesmas perguntas kkk. Deixo a vocês a reflexão a cerca da questão, ou antes o direito de cada um utilizar o que melhor lhe aprouver. Esse espaço é justamente para isso,se expressar,ri, chorar, amar, odiar, provocar... digamos que trata-se se um espelho virtual, sintam-se em casa, mas lembrem, que toda e qualquer critica está refletida no espelho e você, ou eu, não podemos nos negar a contemplá-lo. Seja bem vindo!!!!
Vivi Oliveira

12 comentários:

Cris disse...

Bem vinda ao mundo dos blogueiros kkk

Bom texto... eu não gosto de espelho, mas me encaro bem kkkk

Bjoo

Eduardo Ribeiro disse...

Tem medo de encarar a realidade ou de se assustar Cris? :P bricadeirinha!!!

Parabens pelo texto vivi! :P

Priscila Karen disse...

Parabéns pelo blog Vivi!
Adorei o texto.

Continue postando ^^

Beijos =*

anjo do bem disse...

Parabéns,sua alma é de blogueira!

MauCryada disse...

Parabéns, vivi!

Sucesso e muitas idéias boas

Patricia Daltro disse...

Parabéns pelo blog novo e pelo texto! Eu também sou fascinada por espelhos e ao mesmo tempo, tenho medo. Afinal, é ali que encaramos o pior e o melhor de nós mesmas. E, como você disse, o outro acaba sendo, mesmo sem querer, julgado por ser nosso reflexo. Complexo e fascinante ao mesmo tempo.
Bem vinda e no que puder te ajudar, pode falar!

Lutt disse...

Olá Vivi,
Adorei o texto. Dá p uma boa reflexão!
Sucesso e sempre inspiração, para nos presentear com textos deliciosos.

Replay ♂ ♥ ♀ ™ disse...

Vivi,gostei muito ! Mas sou seu amigo e vc diz que então a opinião não conta ... Te disse que te acho linda,posso ser seu espelho? :D

MusaNorminha disse...

Lindo texto!! é voc~e tocou nun ponto fraco de todos! eu como boa leonina adoro um espelho!! mas da mesma forma que me admiro algumas vezes até fico estaziada com minha aparência também me assusto pois o que é uma imagem no espelho senão o reflexo de nossa vida!!
Parabéns querida continua assim nos fazendo pensar sobre nós mesmos!!

keka disse...

Minha amiga é demais pouxa!!

Ela escreve muito lindo neah?!!

Esses textos de pura inspiração dela, faz com que nós pensemos em nossas atitudes diárias, e nos nossos simples caminhos!
Desculpa gente!!!!

Dá licencinha aqui mais a amiga dela sou eu... rsrsrs!! =P


Amo muito!♥

By: Jéssica Skarlette

vitorosa disse...

estamos em uma democracia e temos q respeita as diferencias timidos ou ñ cada um opitar para o q quer ser.

Anônimo disse...

Querida Vivi,

Amei sua reflexão inicial, que nos convida de forma lenta a revisitarmos nosso interior, ou ainda para alguns fazer a sua primeira visita.
Faltou a Narciso a coragem para encarar-se e passar pela experiência de se ver sem sucumbir a própria imagem, está ai sua fragilidade.
Olhar-se não quer dizer nada,mas encarar-se e aceitar-se precisa de coragem. Fico a perguntar teria ele se apaixonado por si ou viu o que não gostaria de ver? Quais foram as descobertas feitas em seus últimos instantes? O que estaria refletido no espelho de Narciso?
Beijos
Sandra Santos