QUEREM VIAJAR COMIGO ????? VAMBORA...





“...Tome o lugar no seu assento que o caminho agora é a favor do vento...” Trem da Alegria

Lá no Orkut,tem uma comu que diz : Viro autista com fones de ouvidos kkkkk Faço parte dela. Se já viajo com meus próprios pensamentos...imagina ouvindo música,eu entro no fantástico mundo de Bob kkk (Vocês já ouviram falar do Bob, né?) Agora mesmo,enquanto escrevo,ouço Zouk,que é um estilo de dança de salão..a batida é uma delícia,pura sensualidade. Música é bom DEMAIS,se tivesse que escolher apenas uma, não conseguiria...aliás um dia vou falar sobre isso, tenho uma dificuldade terrível pra escolher,então sou muiiito “eclética”..prá não dizer indecisa kkkk.Saio do chão junto com meus pensamentos,embalada por alguns cantores,viajando nas letras das canções,que me embalam,ensinam,encantam e emocionam. Eis algumas das que mais admiro e dizem muita coisa a essa pessoa que voz fala..pena que não dá pra botar todas e cada uma delas kkkkkkkkkk aíiiiiiiiii que dúvida kkkkkkkkkk ...essa sou eu! ;) Indecisaaaaaaaaaa,mas vamos lá ...aqui está um pouquinho de mim, nas palavras de grandes poetas. Curtam e podem aderir ao autismo junto comigo,eu deixo kkkkkkkkkk :P

Rosa
Tu és, divina e graciosa
Estátua majestosa do amor
Por Deus esculturada
E formada com ardor
Da alma da mais linda flor
De mais ativo olor
Que na vida é preferida pelo beija-flor
Se Deus me fora tão clemente
Aqui nesse ambiente de luz
Formada numa tela deslumbrante e bela
Teu coração junto ao meu lanceado
Pregado e crucificado sobre a rósea cruz
Do arfante peito seu

Tu és a forma ideal
Estátua magistral oh alma perenal
Do meu primeiro amor, sublime amor
Tu és de Deus a soberana flor
Tu és de Deus a criação
Que em todo coração sepultas um amor
O riso, a fé, a dor
Em sândalos olentes cheios de sabor
Em vozes tão dolentes como um sonho em flor
És láctea estrela
És mãe da realeza
És tudo enfim que tem de belo
Em todo resplendor da santa natureza

Perdão, se ouso confessar-te
Eu hei de sempre amar-te
Oh flor meu peito não resiste
Oh meu Deus o quanto é triste
A incerteza de um amor
Que mais me faz penar em esperar
Em conduzir-te um dia
Ao pé do altar
Jurar, aos pés do onipotente
Em preces comoventes de dor
E receber a unção da tua gratidão
Depois de remir meus desejos
Em nuvens de beijos
Hei de envolver-te até meu padecer
De todo fenecer
Pixinguinha


Aquarela

Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo...
Corro o lápis em torno
Da mão e me dou uma luva
E se faço chover
Com dois riscos
Tenho um guarda-chuva...
Se um pinguinho de tinta
Cai num pedacinho
Azul do papel
Num instante imagino
Uma linda gaivota
A voar no céu...
Vai voando
Contornando a imensa
Curva Norte e Sul
Vou com ela
Viajando Havaí
Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela
Brando navegando
É tanto céu e mar
Num verde azul...
Entre as nuvens
Vem surgindo um lindo
Avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo
Com suas luzes a piscar...
Basta imaginar e ele está
Partindo, sereno e lindo
Se a gente quiser
Ele vai pousar...
Numa folha qualquer
Eu desenho um navio
De partida
Com alguns bons amigos
Bebendo de bem com a vida...
De uma América a outra
Eu consigo passar num segundo
Giro um simples compasso
E num círculo eu faço o mundo...
Um menino caminha
E caminhando chega no muro
E ali logo em frente
A esperar pela gente
O futuro está...
E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo, nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença
Muda a nossa vida
E depois convida
A rir ou chorar...
Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos
Numa linda passarela
De uma aquarela
Que um dia enfim
Descolorirá...
Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
(Que descolorirá!)
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo
(Que descolorirá!)
Giro um simples compasso
Num círculo eu faço
O mundo
(Que descolorirá!)...
Toquinho

De Mais Ninguém
Se ela me deixou a dor,
É minha só, não é de mais ninguém
Aos outros eu devolvo a dó
Eu tenho a minha dor
Se ela preferiu ficar sozinha,
Ou já tem um outro bem
Se ela me deixou,
A dor é minha,
A dor é de quem tem...

É meu troféu, é o que restou
É o que me aquece sem me dar calor
Se eu não tenho o meu amor,
Eu tenho a minha dor
A sala, o quarto,
A casa está vazia,
A cozinha, o corredor.
Se nos meus braços,
Ela não se aninha,
A dor é minha, a dor.

Se ela me deixou a dor,
É minha só, não é de mais ninguém
Aos outros eu devolvo a dó
Eu tenho a minha dor
Se ela preferiu ficar sozinha,
Ou já tem um outro bem
Se ela me deixou,
A dor é minha,
A dor é de quem tem
mmmh...mmmh...

É o meu lençol, é o cobertor
É o que me aquece sem me dar calor
Se eu não tenho o meu amor,
Eu tenho a minha dor
A sala, o quarto,
A casa está vazia,
A cozinha, o corredor.
Se nos meus braços,
Ela não se aninha,
A dor é minha, a dor.
Marisa Monte

Teatro dos Vampiros
Sempre precisei
De um pouco de atenção
Acho que não sei quem sou
Só sei do que não gosto...
E nesses dias tão estranhos
Fica a poeira
Se escondendo pelos cantos
Esse é o nosso mundo
O que é demais
Nunca é o bastante
E a primeira vez
É sempre a última chance
Ninguém vê onde chegamos
Os assassinos estão livres
Nós não estamos...
Vamos sair!
Mas não temos mais dinheiro
Os meus amigos todos
Estão procurando emprego...
Voltamos a viver
Como há dez anos atrás
E a cada hora que passa
Envelhecemos dez semanas...
Vamos lá, tudo bem!
Eu só quero me divertir
Esquecer dessa noite
Ter um lugar legal prá ir...
Já entregamos o alvo
E a artilharia
Comparamos nossas vidas
E esperamos que um dia
Nossas vidas
Possam se encontrar...
Quando me vi
Tendo de viver
Comigo apenas
E com o mundo
Você me veio
Como um sonho bom
E me assustei
Não sou perfeito...
Eu não esqueço
A riqueza que nós temos
Ninguém consegue perceber
E de pensar nisso tudo
Eu, homem feito
Tive medo
E não consegui dormir...
Vamos sair!
Mas estamos sem dinheiro
Os meus amigos todos
Estão, procurando emprego...
Voltamos a viver
Como a dez anos atrás
E a cada hora que passa
Envelhecemos dez semanas...
Vamos lá, tudo bem
Eu só quero me divertir
Esquecer dessa noite
Ter um lugar legal prá ir...
Já entregamos o alvo
E a artilharia
Comparamos nossas vidas
E mesmo assim
Não tenho pena de ninguém.
Renato Russo

Exagerado
Amor da minha vida
Daqui até a eternidade
Nossos destinos foram traçados
Na maternidade

Paixão cruel, desenfreada
Te trago mil rosas roubadas
Pra desculpar minhas mentiras
Minhas mancadas

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Eu nunca mais vou respirar
Se você não me notar
Eu posso até morrer de fome
Se você não me amar

Por você eu largo tudo
Vou mendigar, roubar, matar
Até nas coisas mais banais
Pra mim é tudo ou nunca mais

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Que por você eu largo tudo
Carreira, dinheiro, canudo
Até nas coisas mais banais
Pra mim é tudo ou nunca mais
Cazuza


A Paz de Roupa Nova ( Versão de Michael Jackson) ,me arrepia toda vez que ouço,olha aí procês....


A Paz
É preciso pensar um pouco nas pessoas que ainda vêm
Nas crianças
A gente tem que arrumar um jeito
De achar pra eles um lugar melhor.
Para os nossos filhos
E para os filhos de nossos filhos
Pense bem!
Deve haver um lugar dentro do seu coração
Onde a paz brilhe mais que uma lembrança
Sem a luz que ela traz ja nem se consegue mais
Encontrar o caminho da esperança
Sinta, chega o tempo de enxugar o pranto dos homens
Se fazendo irmão e estendendo a mão
Só o amor, muda o que já se fez
E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz
Se você for capaz de soltar a sua voz
Pelo ar, como prece de criança
Deve então começar outros vão te acompanhar
E cantar com harmonia e esperança
Deixe, que esse canto lave o pranto do mundo
Pra trazer perdão e dividir o pão.
Só o amor, muda o que já se fezE a força da paz junta todos outra vezVenha, já é hora de acender a chama da vidaE fazer a terra inteira feliz
Quanta dor e sofrimento em volta a gente ainda tem,Pra manter a fé e o sonho dos que ainda vêm.A lição pro futuro vem da alma e do coração,Pra buscar a paz, não olhar pra trás, com amor.
Se você começar outros vão te acompanharE cantar com harmonia e esperança.
Deixe, que esse canto lave o pranto do mundoPra trazer perdão e dividir o pão.
Só o amor, muda o que já se fez
E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz
Só o amor, muda o que já se fez
E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz
Só o amor, muda o que já se fez
E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz
Inteira feliz ...
Roupa Nova

Afeeeeeeee! São tantas, gente...dá pra colocar tudo aqui não, tantas que passaram pela minha vida e deixaram sua marca....atualmente escuto sem parar Pra Você Guardei o Amor,do Nando Reis. Se fosse cd furava kkkkkkkk mas pra não abusar da paciência de vocês,um forrozinho pra terminar,se assim não fosse,não seria eu kkkkk ADOROOOOOOOO FORRÓ! E até danço direitinho, viu?? Kkkk ;)

“D’estar”
Saiu da minha vida sem olhar nos
Olhos meus,
Na hora da partida sem sequer me
Disse adeus.
Se a culpa é minha ou se é ingratidão
Sei não... sei não... sei não
provou minha comida, bebeu água
Que eu tomei
Sabe da minha vida coisas que eu
Mesmo não sei
Se eu lhe perdôo ou se eu peço
Perdão
Sei não... sei não... sei não
D'estar
Que eu me agüento do meu jeito
Sem chorar
D'estar
Eu suporto caladinho a minha dor
D'estar
Isso é coisa de quem vive pra se dar
D'estar
Que nem tudo que era doce se
Acabou
D'estar
Se a saudade se chegar eu digo não
D'estar
Eu conheço direitinho meu coração
D'estar
Logo, jogo outro amor, outra paixão
D'estar
Eu sozinho não fico não.
Santana, O cantador

Ps : Gente esse D’estar é o mesmo que Deixe estar (ou espera) kkkkkk Coisas da terrinha! ;)

Aíiiiiiiiiiii ouçam todas..de novo e de novo,pra mim nunca é demais, nunca enjôo delas.Peraí ,tá? Que vou continuar minha viagem, ouvindo forró,que é pra aquecer para o São João,festinha arretada de boa! :D

Cheirinhos! (No pé do ouvido,dançando forró,que é mais gostoso, ok?)

Vivi Oliveira

4 comentários:

Fernanda Reali disse...

Aquarela é tudo, né? A música, o DVD com as imagens, tudo de bom. Aqui em casa todos gostam, os humanos e os caninos, escutamos sempre.

Bjs

Elis (Coisas de Lily) disse...

Tirando o forrozinho, que não é muito a minha praia, gosto de todas que vc colocou. A Rosa, de Pixinguinha é um poema delicioso e Legião Urbana será sempre um marco na minha vida, AMO tudo!
Post adorável!!
beijos!

Ah... já viu as fotos da festa a fantasia lá no meu blog? Corre lá!

jaa_agatha disse...

Oi linda tudo bem?
No post anterior não consegui comentar mais olhei tudinho viu, lindo esse post como sempre as músicas maravilhosaas CAzuza, Legião por assiim vai!
Beijos FLor

Cirandas da Vida disse...

Amigaaaa.. fiquei tao emocionada com seu recadinho...
Também sinto saudades.. e sinto sua falta daquele tempo gostoso que compartilhavamos tantas risadas e histórias...
Tenho estado com a vida muito corrida... mas saiba que nunca esqueço de você.

Escrevi aqui neste post.. porque eu o li no dia que você postou.. só não havia comentado ainda... lindo.. singelo...continue escrevendo sempre amiga...
amo música... tenho trilha sonora... minha vida é toda cantada...

saudades e te adoro demais..

bjinhoss vivi