CHICO, O HOMEM POR TRÁS DO MITO


“Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser.”
Chico Xavier


Lembro-me bem que quando entrei para trabalhar na doutrina, o Chico já havia morrido a um ano. Digo que entrei, por que apesar de estar nela a 7 anos, sei que ela ainda não entrou em mim kkkkk. Não como deveria,se eu permitisse kkk(mas esse é outro caso). Sabe, ser espírita é difícil, pois você não pode ser espírita não praticante (essa categoria não existe), ser espírita é ser atuante, estar sempre envolvido,é mais(deixa ver se me explico melhor)... você não é mero participante, você vive o espiritismo,está em tudo que você faz e pensa. Uma vez descortinado o conhecimento, você não pode mais fazer de conta que não é com você.”Felizes os ignorantes” hum... não lembro quem disse, mas concordo em parte kkk.

A doutrina é linda,mas exige responsabilidade individual,aceitação da realidade,amor, muito amor e leveza por que nascemos para sermos felizes! Só nossos atos determinam se seremos ou não. E acreditem o homem Chico, foi feliz! Por que entendeu sua condição e sua grande responsabilidade!Por que muito amou!


“Eu vivo muito alegre, muito feliz, trabalho, tenho sempre muita gente em volta de mim, muita, muita gente na minha vida, é disso que eu gosto.”
Chico Xavier

Sempre ouvi falar de Chico, antes de ser espírita, como o bom e sacrificado homem, que aliviava o sofrimento de pais que perderam seus filhos, um martir em vida, que doava sua vida dia após dia, por amor. Nunca parei pra pensar no homem Chico, aquele que é feito de carne e osso igual a mim e a você, com necessidades, preferêncas, alegrias e tristezas.Já na doutrina, ouvi falar do homem bom,que muito contribuiu pra que essa mesma doutrina fosse propagada, mas ainda assim um mito, muito longe de mim, pois eu não li sua biografia, apenas psicografias e frases.

Ontem ao correr os olhos pela tela do cinema, antes de embarcar na fantasia que tanto amo (um dia vamos falar sobre isso kkk), pensei – Hoje eu vou conhecer o homem por trás do mito, será? – Sim, o filme mostra a humanidade de Chico, tão somente Chico com suas dores,alegrias e vaidades(sim,Chico era vaidoso,sabiam?). Pois é,ele chorava cada vez que nada podia fazer por um familiar(já que curava tantos) e sorria por cada pessoa que conseguia ajudar(como se da sua família fosse). Chico que tinha medo de voar e que fez um bordel inteiro ajoelhar e orar com ele, na noite que deveria se tornar “homem”,hilário, doce,encantador, descobrir a outra face de um cristão tão autêntico e sem malicia.

Fascinante ver sua relação com Emmanuel (guia-mentor de Chico),que era direto,de uma sinceridade crua muitas vezes, não permitindo que Chico fraquejasse,pois o fardo era duro! Muito duro! Contudo o homem Chico o carregava com leveza e alegria,foi enganado, ultrajado,escarnecido até o limite,mas seguia em frente com o apoio de Emmanuel,de quem nunca duvidou.Era espírita, médium poderoso, e amigo do padre, imaginaram? Isso! Ele o chamava de amigo, o padre que o confessava na infância e tantas vezes o penitenciou por dizer a verdade(eu vejo e falo com pessoas que ninguém vê), o mesmo padre que anos depois o abençoou em seu novo caminho. A tolerância que Chico inspirava com olhar doce, concórdia que emanava aonde quer que fosse.

Não mais vejo apenas o mito,mas em mim ficou a partir de ontem o que há além dele, um Chico que não gostava de ser calvo e para ir a TV usou peruca, que gritou em meio a uma turbulência com medo de morrer,que sacrificou sua visão, noite após noite sob luz fraca para nos doar conhecimento.Que tanto sabia, e quanto mais aprendia. mais humilde ficava.Tão iluminado que quando morreu gritávamos felizes a vitória do Brasil na copa(partiu de mansinho,pra não estragar a festa),como profetizou Emmanuel,ele morreria no dia em que todos os brasileiros estivessem felizes. Calma aí gente, Emmanuel não disse que o felizes seria para sempre, isso é para contos de fadas e a história de Chico está longe disso, foi apenas um homem pleno de luz, que aqui viveu, aprendeu,ensinou, trabalhou e trabalhou mais um pouco(além do que um ser humano normal suportaria) e muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito amou! Foi amado? Sim! Mas menos, do que ele mesmo amou, muito menos!

Enfim, seja você Católico,Judeu,Mulçumano,Espírita... e tantas outras,vale muito apena ver Chico Xavier, sua história vai além dos dogmas de uma religião,ela fala de tolerância e amor,e disso precisamos todos, seja qual for a fé que professemos. Muita paz!

PS: Deixo aqui o trailler do filme, pra vocês darem uma olhadinha e para aguçar a curiosidade( O elenco é excelente,só feras!).Queria contar todo( filme de chorar e dar muitas risadas também , viu?), mas assim vocês não iam querer ver kkkkkk.E minha narrativa seria pobre diante das cores do cinema,então.... bom filme! ;)

http://www.chicoxavierofilme.com.br/trailer.html

Abaixo pra quem é curioso,mistérios durante o processo de gravação do filme, só linkar aí :

http://drauziomilagres.blogspot.com/2009/10/filme-sobre-vida-de-chico-xavier.html

Vivi Oliveira

11 comentários:

Douglas disse...

Se eu não tivesse visto o filme com certeza iria depois deste texto.
E recomendo a quem ver o filme e quiser conhecer mais da vida dele ler o livro que deu origem ao filme
Muito bom o texto Vivi

Ana Copa @miss_copa disse...

Eu até quero ver o filme.Mas como sou cetica e não acredito em espiritos, vida apos a morte etc, fico meio assim. Seu posto tá lindo, mesmo para esta agnostica aqui. Acho do cacete saber do lado humano e falho de pessoas q admiramos. Por exemplo, Chaplin eu idolatro, mas era um cara dificil, com problemas de relacionamento e q gostava de menininhas menores de idade... enfim, embaixo de todo idolo tem 1 ser humano cheio de defeitos assim como nós. Bjs.

jaa_agatha disse...

Eu assisti o filme também, e não sou seguidora da doutrina espirita, mais acredito muito nela, mais achei que o filme e o próprio Chico mostram que a humildade e a bondade estão acimas de qualquer religião. Por isso foi um filme que eu admirei bastante, independente de qualquer religião.
Beijo e parabéns pelo post

maria teresa disse...

Vivi fiquei arrepiada com seu texto, ainda não vi o filme, eu iria mas agora pretendo ir ainda nessa semana, obrigado. mas me arrepiei tbm pela sua forma de colocar a espritualidade, fantastica, ainda não tinha pensado nisso, pq sempre me senti espiritualista , e percebi que tenho que saber mais fundo sobre isso, lindo post amei, bjos

Replay ♂ ♥ ♀ ™ disse...

Vivi, mais um bom post e com a sua marca registrada, alegria e bom humor

Seus posts são inconfundíveis, rsrs... dá prá perceber sua personalidade através deles ;)

Sobre o Chico Xavier... muito já foi falado, ele sempre será lembrado como um mito, a palavra é essa.

Mas,quando me lembro dele, a palavra que me vem a mente é caridade

Parece simples, mas na verdade praticar a caridade, se doar não é uma coisa comum nas pessoas...

Na doutrina espírita, uma das frases mais conhecidas é :

"fora da caridade não há salvação"

Acredito que vem daí, entre outras coisas, a dificuldade que as pessoas têm em "aceitar" os ensinamentos da doutrina espírita...

Quanto mais à estudamos, mais percebemos o quanto somos imperfeitos e precisamos evoluir...

O caminho é longo, exige esforço um dia após o outro...

Eu aprendi muito, e continuo aprendendo sobre o assunto, mas para qualquer pessoa que tenha um conhecimento básico, é muito difícil poder se dizer espírita sem medo de errar,como vc explicou no início do post.

Adorei a maneira leve com que vc escreveu, minha admiração e meu respeito por sua pessoa aumenta à medida que te conheço melhor...

agradeço muito por ter uma pessoa tão querida como amiga


beijinho carinhoso, minha flor

Nan_e disse...

Vivi, que texto leve e delicioso de ler! Adorei a forma suave que vc trouxe a tona o espiritismo! Eu sou sincera em dizer, que conheço pouco do assunto, entretanto, mesmo sendo Agnóstica, acho bem interessante o Espiritismo!

E sobre o filme, devo dizer que me surpreendi com ele, principalmente por ser um tanto, quanto 'preconceituosa' com relação aos filmes brasileiros, pois acho que os mesmos normalmente, trazem apenas violência e palavras de baixo escalão, entretanto, o filme trouxe uma leveza, uma graça, que amei! Sério! Amei...


Parabéns pelo texto! :)

bjs

Cel disse...

Perfeito seu texto!

Para quem acredita, é uma celebração ao nosso querido Chico.

Pra quem não acredita resta, pelo menos a reflexão do sentido da vida!

Elis (Coisas de Lily) disse...

Não sou espírita, tenho minha crença, mas admiro o homem que foi Chico Xavier.
Lindo texto.
Beijos!

Cirandas da Vida disse...

Vivi.. este foi um dos seus melhores textos!... Vc esta se superando a cada dia!!

Fico feliz e adoro ler seu blog!!

Quero ir amanhã assistir Chico Xavier..

Bjinhoss

LB disse...

Vivi, bj gde.

"Observe as flores...
Amanhecem felizes, não têm nenhum
tipo de ansiedade, porque não competem entre si,
cada uma tem o seu papel, e a sua
importância na beleza da vida!
Vivem em harmonia e por isso
constroem um cenário harmonioso e inesquecível!!
Tudo a nossa volta festeja
o novo dia que começa!
Tudo é benção!
Tudo é Luz!
Tudo é Vida!
Torne este momento inesquecível,
Repleto de silêncio e gratidão!
Gratidão á existência, que lhe deu
esta oportunidade, gratidão a todos
os que o auxiliam nesta jornada.
Estar vivo é o grande Milagre!
Voce nao precisa de mais nada,
Para ser sentir a pessoa, mais feliz do mundo!!!
Coração agradecido fala diretamente com Deus!"
(desconhecido)

LB disse...

Vivi, bj gde

"Observe as flores...
Amanhecem felizes, não têm nenhum
tipo de ansiedade, porque não competem entre si,
cada uma tem o seu papel, e a sua
importância na beleza da vida!
Vivem em harmonia e por isso
constroem um cenário harmonioso e inesquecível!!
Tudo a nossa volta festeja
o novo dia que começa!
Tudo é benção!
Tudo é Luz!
Tudo é Vida!
Torne este momento inesquecível,
Repleto de silêncio e gratidão!
Gratidão á existência, que lhe deu
esta oportunidade, gratidão a todos
os que o auxiliam nesta jornada.
Estar vivo é o grande Milagre!
Voce nao precisa de mais nada,
Para ser sentir a pessoa, mais feliz do mundo!!!
Coração agradecido fala diretamente com Deus!"
(desconhecido)